O presidente Jair Bolsonaro e o presidente do Senado, Davi Alcolumbre, após reunião com parlamentares e governadores, na residência oficial do Senado.

A decisão do governo de revogar o decreto sobre comercialização, posse e porte de armas editado em maio, foi elogiada, pelo presidente do Senado, Davi Alcolumbre ” O governo teve a humildade de vir ao Senado e apresentar uma alternativa. Então, eu quero louvar a atitude [do Executivo] de vir comunicar a edição dos [novos] decretos e ainda mais, agora, a revogação de um decreto que não teve consenso na Câmara nem no Senado”. Destacou Alcolumbre.

O presidente do Senado lembrou, que a presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), Simone Tebet (MDB-MS), incluiu na pauta de votações do colegiado desta quarta-feira (26) um projeto de lei que estende a posse de armas na zona rural para toda a área da propriedade, e não apenas para a sede. O PL 3.715/2019, apresentado pelo senador Marcos Rogério (DEM-RO), também pode ser votado já nesta quarta em Plenário.

Compartilhe