Foto: Arquivo/Agência Brasil

Desde 2015 o Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social transferiu ao todo R$ 339 bilhões de reais ao Tesouro Nacional, permitindo que o débito bruto do governo seja em 78,8% do PIB, em vez de 84,2%.

De 2008 a 2014 o BNDES recebeu incentivos do governo para fomentar o crescimento econômico e, por isso, paga anualmente uma parte do que foi aplicado na tentativa de minimizar os danos nas contas públicas.

O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou que o governo está empenhado em garantir as devoluções dos bancos públicos e que a Caixa Econômica Federal fará a devolução de R$ 3 bilhões ao Tesouro.