(Foto: Reprodução/Instagram)
Spread the love

O Deputado Vinícius Poit (Novo-SP), falou ao O Brasilianista, sobre a posição do partido com relação à Reforma da Previdência.

O Novo é a legenda com a posição mais liberal na Câmara. Nesse sentido, vai tentar reincluir estados e municípios na Reforma da Previdência? Com certeza. Estados e municípios ficarem fora da reforma é um tiro no pé para o Brasil, para todos os brasileiros e para os políticos que pensam que terão um ganho político a curto prazo. Vai deteriorar a economia nos estados. O Novo vai apresentar um destaque para votação em separado sugerindo a volta de estados e municípios.

O Novo é contra ficarem fora da proposta que outros pontos? A capitalização tem que continuar na proposta. As pessoas têm uma sobrevida maior, há cada vez mais idosos no país. Hoje nascem menos filhos por mãe. Em 1960, eram em média cinco filhos por mãe. A pirâmide mudou, tem que mudar a capitalização. Sobre a questão do BPC, eu sugiro o BPC optativo. E o rural tem que mudar. Agora, se esses temas permitirem que a gente consiga a aprovação, mesmo com um ganho fiscal de 1 trilhão, eu estarei disposto a discutir e flexibilizar algumas coisas.

Qual a sua expectativa quanto ao cronograma de aprovação? A gente discute na comissão esta semana e vota, provavelmente, no dia 25. Aprova na Comissão Especial, vai para o plenário no começo de julho e aprova na Câmara antes do recesso. Aí vai para o Senado depois do recesso e aprova lá em agosto, comecinho de setembro.

Artigo anteriorDois terços das estatais devem ser reduzidas
Próximo artigoPauta da Câmara
Jornalista, formado pelo UniCEUB. Especialista em Processo Legislativo, pós-graduado pelo centro acadêmico da Câmara dos Deputados - CEFOR. Possui mais de uma década de experiência no Congresso Nacional. Trabalhou no portal Brasil em Tempo Real. É analista da Arko Advice.