Imagens Google Maps

O setor da infraestrutura tem ganhado um novo desenho, aumentando a presença de estatais estrangeiras nos processos de concessões, parcerias público-privadas (PPPs) e obras.

Estima-se que mais de R$120 bilhões tenham sido gastos com aquisições, fusões ou pagamento de outorgas. As estatais chinesas lideram os investimentos, seguidas de empresas que tem o governo como acionista relevante, como casos da Espanha, França, Itália, Alemanha e Colômbia.

Serão feitos investimentos sobretudo nas áreas de energia elétrica, óleo e gás, também no setor de transporte, focando em aeroportos e ferrovias. Os negócios poderão movimentar mais de R$100 bilhões nos próximos meses.