Wilson Dias/Agência Brasil
Spread the love

A Reforma da Previdência sofreu uma alteração em seu texto, na qual foi retirada a possibilidade do sistema de capitalização individual e a inclusão de estados e municípios nas novas regras.

A falta de tempo hábil e de apoio no Congresso para aprovação da medida são desafios atuais do governo Bolsonaro e, por isso, foi feito um acordo para reduzir a reforma e permitir que a comissão especial a aprove em breve.

Segundo a Folha, o valor economizado será em torno de R$850 bilhões em dez anos, representando 30% a menos do que a previsão anterior às mudanças no texto. Também foram retiradas alterações no Benefício de Prestação Continuada (BPC) e na aposentadoria rural.

“É mais importante ter a economia próxima de R$ 1 trilhão do que ter uma economia menor e ter a capitalização, porque ela não poderá ser implementada”, afirmou Rodrigo Maia, presidente da Câmara.