A área econômica do governo tem debatido qual deve ser o futuro do BNDESPar, o braço de investimentos da instituição federal. A discussão ainda é inicial, mas tem ganhado corpo, diante do senso de urgência imposto pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, para que o banco pague mais rapidamente a União.

O Ministério da Economia pediu formalmente para o BNDES neste ano a devolução de R$ 126 bilhões aos cofres federais. Já havia R$ 26 bilhões programados para 2019 devido à renegociação feita dos contratos de empréstimos do Tesouro realizados desde o governo Lula até Dilma Rousseff, mas Paulo Guedes pediu mais R$ 100 bilhões. Até o momento, o BNDES devolveu R$ 30 bilhões adicionais ao que já estava programado. O banco ainda não apresentou ao governo um cronograma de atendimento da demanda do ministro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui