Pedro França/Agência Senado

Em duas cartas, 25 governadores apelaram ao Congresso para que os estados sejam mantidos na reforma da Previdência. Um dos documentos foi assinado apenas por governadores nordestinos. Eles argumentam que, se ficarem de fora das novas regras, o déficit nos regimes de aposentadoria, hoje em R$ 100 bilhões, pode quadruplicar até 2060. Os governadores do Nordeste são mais duros em suas críticas. Eles mantêm a defesa da inclusão dos estados na reforma, mas são contrários a pontos da proposta, como a desconstitucionalização das regras de aposentadoria e o sistema de capitalização (modelo pelo qual as contribuições individuais vão para uma conta, que banca os benefícios no futuro)