Valter Campanato/Agência Brasil

Utilizando novas estratégias para formar base aliada, Rodrigo Maia (DEM-RJ), presidente da Câmara dos Deputados e Paulo Guedes, ministro da Economia, convocaram uma reunião com os jovens parlamentares para apresentar uma pauta que inclui a criação de gatilho automático para austeridade caso haja risco de discumprimento da regra de ouro e prevê mudança na Lei de Greve.

A equipe de Guedes reuniu deputados como Tabata Amaral (PDT-SP), Enrico Misasi (PV-SP), Paulo Ganime (Novo-RJ), Kim Kataguiri (DEM-SP) e Felipe Rigoni (PSB-ES). Na ocasião, o texto entregue diz que a intenção é “regulamentar o exercício do direito de greve. O projeto, segundo eles, “cria mecanismos de responsabilização para evitar a interrupção de serviços essenciais”.

O texto está finalizado e deverá ser votado pelo plenário da Casa em breve. Maia afirmou que a medida não irá trazer prejuízos aos servidores. As medidas, inclusive, podem incluir uma proposta de redução de horas trabalhadas pelos funcionários públicos.