Divulgação/Agência Brasil

As exigências estabelecidas pela Caixa Econômica Federal que, no fundo, não quer perder o controle das loterias no Brasil, afastou concorrentes da licitação para explorar as raspadinhas no Brasil.

O leilão da Loteria Instantânea Exclusiva (Lotex), que estava programado para terça-feira (28), foi suspenso por falta de interessados. Nenhuma proposta – que deveriam ter sido feitas até esta segunda-feira (27) – foi apresentada. As loterias brasileiras estão entre as mais ineficientes do mundo por conta do monopólio da Caixa.

A Caixa, além de ter o monopólio, atua para impedir que outras modalidades, como as apostas em corridas de cavalo virtual, possam ser estabelecidas no país. Sem uma mudança radical de mentalidade por parte da Caixa, não haverá investidor para explorar um mercado altamente promissor das loterias instantaneas no país.