Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Seguindo as tensões políticas dos últimos dias, senadores de diversos partidos avaliaram as dificuldades do governo Bolsonaro em consolidar uma base aliada. Na última quarta-feira (22) houve um almoço na residência oficial de Davi Alcolumbre (DEM-AP), presidente do Senado, onde deu início a uma articulação de agenda paralela à do presidente.

A tentativa de construir soluções para a crise política partiu do presidente do Senado e do senador Tasso Jereissati (PSDB-CE), mas no momento nenhum plano de ação concreto foi elaborado.

O assunto “parlamentarismo” foi discutido durante o almoço e, segundo José Serra (PSDB-SP), há uma proposta de emenda constitucional para estabelecer o regime parlamentarista no Brasil a partir das próximas eleições. O tema, segundo auxiliares de Bolsonaro, “cheira a golpe”.