A Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) decidiu adiar a análise de projetos de decreto legislativo que propõem a revogação do texto. A decisão foi tomada diante a publicação feita pelo governo de um novo decreto de armas, nesta quarta-feira (22).

De acordo com a presidente do colegiado, senadora Simone Tebet (MDB-MS), durante reunião de líderes nesta terça-feira (21), ficou acordada a inclusão extra-pauta dessas propostas na reunião de hoje da CCJ. Porém, com as mudanças feitas pelo Palácio do Planalto, os projetos perdem o seu objeto.