Marcelo Camargo/Agência Brasil

Rodrigo Maia, Davi Alcolumbre, e Onyx Lorenzoni, se reuniram nesta quarta-feira (22). Ao final, eles anunciaram acordo para a votação da medida provisória que reduziu o número ministérios (MP 870/19) ainda nesta semana, já que ela perde a validade no dia 3 de junho.

Esta foi a primeira MP do governo Bolsonaro, editada no dia 1º de janeiro, e foi aprovada com alterações pela comissão mista no último dia 9.

Maia defendeu a alteração no rito de tramitação das medidas provisórias e disse que “ninguém consegue discutir uma matéria importante, como a reestruturação da máquina pública, em 24 horas”, disse o presidente, referindo-se à MP 870.

Alcolumbre defendeu que o Senado tenha mais tempo para analisar as medidas provisórias do governo.