O delegado de Polícia Federal Ênio de Paula Salgado foi demitido nesta segunda-feira (20/5), acusado de envolvimento em esquema de propinas instalado em 2016 na Delegacia de Crimes Previdenciários da Superintendência Regional da PF em São Paulo.

De acordo com a portaria de demissão, assinada pelo ministro da Justiça, Sergio Moro, o policial foi enquadrado por “violar o regime jurídico dos policiais e praticar ato que importe em escândalo ou que concorra para comprometer a função policial” e “receber propinas, comissões, presentes ou auferir vantagens e proveitos pessoais de qualquer espécie e, sob qualquer pretexto, em razão das atribuições que exerce”.

Operação Inversão
A operação, ação conjunta do Ministério Público Federal e do Setor de Contra-Inteligência da PF, foi deflagrada em julho de 2016. Na época, outros dois delegados federais da ativa e um aposentado foram presos. O inquérito principal da Inversão deu origem a outra investigação, que apontou para o envolvimento de Ênio de Paula Salgado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui