Brasil e Argentina vão discutir uma agenda comum para fortalecer a agricultura familiar no Mercosul, informou na quinta-feira, 14, em nota, a Secretaria de Governo do Agronegócio da Argentina.

Em reunião realizada na quarta-feira, 13, na Argentina, o secretário da Agricultura Familiar e Cooperativismo do Brasil, Fernando Schwanke, subordinado ao Ministério da Agricultura, acertou com o secretário da Agricultura Familiar, Coordenação e Desenvolvimento Territorial da Argentina, James Hardie, uma agenda a ser discutida na próxima Reunião Especializada sobre Agricultura Familiar (Reaf) no Mercosul, em junho, além de várias linhas de gestão de políticas agrícolas voltadas aos produtores familiares.

Durante a reunião, as autoridades concordaram com a necessidade de elaborar um plano produtivo para a agricultura familiar no âmbito do Mercosul.

Schwanke lembrou que a agricultura familiar no Brasil representa 60% da produção de café, 80% da produção de leite e 100% da produção de tabaco

O Brasil assumirá, ainda, a presidência pro tempore da Reaf, entre 11 e 13 de junho, em Buenos Aires.