A Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) abriu nesta terça-feira ação penal, transformando em réus a senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR), do marido dela, o ex-ministro Paulo Bernardo, e o empresário Ernesto Kugler. Por unanimidade, o colegiado aceitou a denúncia apresentada pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot. Eles responderão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro sob acusação de envolvimento no esquema de desvios de dinheiro da Petrobras. A decisão foi unânime, com os votos dos ministros Teori Zavascki, relator da Lava-Jato no tribunal, Dias Toffoli, Ricardo Lewandowski, Celso de Mello e Gilmar Mendes.

Segundo a denúncia, enviada ao STF em maio, Paulo Bernardo pediu R$ 1 milhão ao ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa para abastecer a campanha de Gleisi ao Senado em 2010. O dinheiro teria sido entregue por um intermediário do doleiro Alberto Youssef a um empresário chamado Ernesto Kugler, ligado ao casal. A quantia teria sido repassada em quatro parcelas de R$ 250 mil. (O Globo)

Doria só não está à frente nos extremos da cidade

Isolado na liderança na disputa pela Prefeitura de São Paulo segundo a pesquisa Datafolha mais recente, o candidato tucano, João Doria, repete o primeiro lugar em todas as áreas da cidade, segundo o recorte regional do levantamento.

Pela margem de erro da pesquisa –de três pontos percentuais para mais ou para menos–, Doria empata com Celso Russomanno (PRB) nas zonas norte e leste, mas está numericamente à frente (27% a 24% e 25% a 24%, respectivamente) do deputado.

Nas demais áreas, pela primeira vez o tucano lidera de forma isolada. (Folha)

Temer ouve versão de Moraes e dá episódio por superado

A Secretaria de Imprensa informou nesta terça-feira (27) que o presidente da República Michel Temer conversou por telefone com o ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, ainda nesta segunda (26) e ouviu as explicações do ministro sobre recentes declarações envolvendo a operação Lava Jato.

Segundo a assessoria de Temer, após a conversa entre os dois, o presidente considerou o episódio superado.

No domingo (25), em encontro com representantes do Movimento Brasil Livre (MBL), em Ribeirão Preto, no interior, cidade administrada Palocci em dois mandatos, Moraes sugeriu que esta semana haveria nova fase da Lava Jato. (G1)