Em entrevista à BBC Brasil, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva falou sobre as acusações na Operação Lava Jato, o julgamento final do impeachment e a presença de Dilma no Senado onde ela irá se “expor corajosamente” para “que o Judas Iscariotes possa acusá-la na frente dela”.

Lula disse apostar no julgamento da história. “Às vezes a história demora séculos para julgar e eu trabalho com isso. A história não termina dia 29. Ela começa dia 29.” (Folha)

Senado vai responder à OEA perguntas sobre impeachment de Dilma

O Palácio do Planalto acertou os detalhes com a Comissão Interamericana de Direitos Humanos da OEA (Organização dos Estados Americanos) e o Senado Federal vai responder aos questionamentos sobre o processo de impeachment contra a presidente afastada Dilma Rousseff.

Deputados do PT recorreram à OEA por meio de uma petição, que acusa o processo do impeachment de ser um golpe parlamentar contra um governo eleito por meio do voto. (O Globo)

 

Episódio de nadadores dos EUA ‘melhora’ imagem do Brasil, diz chefe da Casa Civil

O ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, disse que o esclarecimento do episódio envolvendo os atletas da equipe olímpica americana de natação “deve melhorar” a imagem do Brasil no exterior, ao mostrar a atuação das autoridades policiais. No domingo (14), o nadador Ryan Lochte, 32, campeão olímpico no revezamento 4 x 200 m livre, disse ter sido vítima de assalto quando retornava para a Vila Olímpica após deixar uma festa na casa da França, na zona sul do Rio. Posteriormente um vídeo trouxe à tona outra versão dos fatos em que os nadadores arrumam confusão em um posto de gasolina. O Comitê Olímpico dos Estados Unidos já formalizou um pedido de desculpas ao Comitê Rio 2016. (Folha)