Em parecer à Justiça nesta semana, procuradores da Operação Lava-Jato acusam o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) de ter “participado ativamente” do esquema de corrupção na Petrobras e de ser um de seus beneficiários. “Há elementos de prova de que Lula participou ativamente do esquema criminoso engendrado em desfavor da Petrobras, e também de que recebeu, direta e indiretamente, vantagens indevidas decorrentes dessa estrutura delituosa”, escrevem os procuradores. (Folha)

Líder da propina, diz juiz sobre Paulo Bernardo

Ao receber a denúncia criminal contra Paulo Bernardo, o juiz federal Paulo Bueno de Azevedo destacou que a Procuradoria da República atribui ao ex-ministro do Planejamento (Governo Lula) o papel de ‘líder de organização criminosa’. Segundo a Operação Custo Brasil, missão integrada da Polícia Federal e da Procuradoria, Paulo Bernardo teria recebido R$ 7,1 milhões em propinas do esquema Consist, empresa de software contratada para administrar empréstimos consignados de milhões de servidores públicos, a partir de 2010. (Estadão)

Dólar comercial acelera queda, negociado a R$ 3,174

Depois de recuar nesta manhã a R$ 3,162, menor patamar desde 21 de julho de 2015, o dólar comercial recuperou um pouco de seu valor e é negociado a R$ 3,185, em queda de 0,35%. Após subir ontem 0,91%, aos 57.593 pontos, renovando a máxima do ano, Bolsa de Valores de São Paulo opera com desvalorização de 0,33%, a 57.406,9 pontos. (O Globo)