Depois da desistência de Beto Mansur, do PRB, Maria do Rosário (PT-RS) e Fausto Pinato (PP-SP) também desistiram da briga pela presidência da Câmara. No total, dos 17 que registraram oficialmente suas candidaturas, 14 ainda se mantém na disputa. A deputada do PT, Maria do Rosário (RS), também desistiu. (O Globo)

Apenas cinco dos 17 candidatos à presidência da Câmara não têm ocorrências na Justiça

Até às 12 horas desta quarta-feira, quando expirou o prazo para registro de candidaturas, 17 deputados haviam se apresentado para disputar o mandato. Apenas cinco deles não possuem ocorrências na Justiça e/ou nos Tribunais de Contas do país. Os outros 12 (70 % do total) têm processos ou inquéritos abertos em seu nome, segundo levantamento feito pela Lupa nos dados reunidos no projeto Excelências, mantido pela Transparência Brasil. (Folha)

Em contabilidade de propina, operador de Cunha era “Maluco”

O ex-vice-presidente da Caixa Fábio Cleto, delator da Operação Lava Jato, e o deputado afastado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) montaram uma planilha na qual discriminavam o pagamento de propinas por empresas beneficiadas com investimentos do FGTS. Conforme a Procuradoria-Geral da República (PGR), o documento lista as companhias que aceitaram pagar suborno, bem como o porcentual cabível a cada envolvido no esquema. Apontado como “operador” do peemedebista, o corretor Lúcio Bolonha Funaro aparece nos registros como “Maluco”. (Estadão)