Quanto mais os petistas esticam a corda, mais os senadores se aproximam da definição de Antonio Anastasia (PSDB-MG) para a relatoria da comissão especial do impeachment. Conhecido pelo comportamento afinado com o governo, o líder peemedebista no Senado, Eunício Oliveira (CE), descarta a retórica de imparcialidade, que poderia afastar o tucano da relatoria. “Quem é neutro? Ninguém está neutro”, afirma o senador Eunício. Petistas não querem Anastasia porque este já teria posição conhecida a favor do impeachment. Esse capítulo da novela do impeachment tem dia e hora para encerrar. A reunião de instalação do colegiado está convocada para as 10h15min., desta terça-feira (26). O certo mesmo é que o processo terá andamento no Senado – com ou sem Anastasia.

Gesto de grandeza

Fortalecida com a ampla vitória na Câmara favorável ao impeachment de Dilma, a bancada peemedebista ironiza o discurso petista de “golpe”, devidamente rechaçado por ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). “Dilma hoje atrapalha o Brasil. Se ela tivesse a grandeza, ela renunciaria”, provoca o deputado federal Carlos Marun (PMDB-MS), uma das principais vozes contrárias ao governo.

Estatuto do motorista

A Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH) discutiu nesta segunda-feira (25) o projeto do senador Paulo Paim (PT-RS) que estabelece o Estatuto do Motorista. O projeto está na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) sob a relatoria do senador Marcelo Crivella (PRB-RJ). Paim pretende construir um grande acordo para aprovação do Estatuto do Motorista. Ele considera um “desafio” ouvir todos os setores envolvidos, da área privada aos trabalhadores, passando pelo governo federal.

Regulamentação do educador social

A Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE) pode votar nesta terça-feira (26) o projeto de lei que regulamenta a profissão de educador social. Pelo texto, as atribuições do educador social podem ser exercidas dentro ou fora do espaço escolar tradicional e envolvem a promoção dos direitos humanos, da cidadania e da educação ambiental. A proposta é de autoria do senador Telmário Mota (PDT-RR).