Dilma diz que se perder na Câmara vira ‘carta fora do baralho’

Dilma Rousseff recebeu no início da manhã um grupo de dez jornalistas para uma entrevista no Palácio do Planalto. Na conversa de mais de duas horas, Dilma admitiu a possibilidade de derrota na votação de domingo. Já no final da entrevista, foi direta em relação ao seu futuro político em caso de o impeachment prosperar: — Se eu perder, sou carta fora do baralho. (O Globo)

Brasil só deve registrar superávit primário em 2020, afirma FMI

O Fundo Monetário Internacional (FMI) prevê a piora de indicadores fiscais do Brasil e só vê o país voltando a ter superávit primário em 2020, de acordo com o relatório Monitor Fiscal, divulgado nesta quarta-feira na reunião de primavera da instituição em Washington. O documento destaca que o impasse político pode complicar a implementação ou desencorajar medidas de melhora das contas públicas em 2016 em países como o Brasil, África do Sul e Venezuela. (Estadão)

Deputado cria bolão do impeachment entre colegas da Câmara

O deputado Carlos Manato (SD-ES) iniciou um bolão entre os colegas sobre o placar da votação do impeachment da presidente Dilma Rousseff no plenário da Câmara, no próximo domingo (17). Cada aposta custa R$ 100 e até agora 13 deputados e ex-deputados já se inscreveram –todos com apostas que dão vitória ao pedido de abertura do impeachment. (Folha)