O relator da comissão especial que analisa o pedido de afastamento da presidente Dilma Rousseff, o deputado Jovair Arantes (PTB-GO), anunciou, no início da tarde desta quarta-feira (6), à bancada de deputados do seu partido, o PTB, que irá apresentar parecer favorável ao pedido de impeachment. Arantes deverá atestar a acusação de que Dilma cometeu crime de responsabilidade com as chamadas “pedaladas fiscais”. (Folha)

PP mantém apoio a Dilma, mas não punirá quem votar pelo impeachment

Horas antes do início da leitura do relatório do deputado Jovair Arantes (PTB-GO) na comissão do impeachment pedindo o afastamento da presidente Dilma Rousseff, o presidente nacional do PP, senador Ciro Nogueira (PI), anunciou nesta quarta-feira a permanência do partido na base aliada. Ele disse que “mais de 40” dos 57 deputados e senadores progressistas concordam com a manutenção do apoio à Dilma. Os demais, afirmou, estão liberados para votarem a favor do impeachment. A informação foi antecipada pelo colunista Ilimar Franco do blog Panorama Político. (O Globo)

Cunha tenta barrar testemunhas da Lava Jato em processo no Conselho de Ética

A defesa do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), protocolou na terça-feira, 5, no Conselho de Ética um pedido para que as oito testemunhas investigadas na Operação Lava Jato e que foram arroladas no processo por quebra de decoro parlamentar não sejam ouvidas pelo colegiado. O advogado Marcelo Nobre alega suspeição das testemunhas, uma vez que elas fizeram delação premiada e vão falar de atos que não constaram no parecer preliminar do relator Marcos Rogério (DEM-RO).(Estadão)