Dois dias depois do programa de TV do PT, em que se viu a defesa do governo Dilma e do partido, o PMDB levará ao ar, hoje à noite, propaganda recheada de críticas à má gestão da presidente. O partido do vice-presidente da República, Michel Temer, aponta erros do Planalto, fala na escalada da inflação, no empobrecimento dos brasileiros e na perda de empregos, mostrando um cenário desolador. Enquanto a economia desanda, continuamos desiludidos, duvidando de tudo e de todos. Nem a banana é vendida mais a preço de banana. O brasileiro empobreceu, entristeceu e o país precisa reagir já”, diz a locutora logo na abertura (O Globo).

  1. Por 40 votos a favor e 26 contra, o Senado aprovou projeto de autoria de José Serra (PSDB-SP) que desobriga a Petrobras de ser operadora única e ter participação mínima de 30% no pré-sal. A matéria segue agora para a Câmara. Até o início da tarde, o governo trabalhava pela rejeição do projeto e conseguiu acordo que dá à empresa o direito de preferência na participação em futuras licitações (Estadão – p.B1).
  2. Coordenador da reforma da Previdência Social, o ministro da Secretaria de Governo, Ricardo Berzoini, afirmou em entrevista ao Valor que não garante o envio da proposta até abril ao Congresso, como Dilma havia sinalizado a líderes partidários. “Não é fácil cumprir o prazo porque existe ainda muita confusão de informação sobre o que se pretende fazer”, disse.

Eventos:

  • O IBGE divulga pesquisa mensal de emprego de janeiro.
  • Receita divulga arrecadação em janeiro.
  • Programa partidário do PMDB, em cadeia de rádio e TV, com duração de 10 minutos.