Veja as notícias que são destaques nos jornais desta quarta-feira (17). Entre elas, a suspensão do depoimento de Lula, previsto para hoje, ao Ministério Público de São Paulo.

  1. Decisão liminar do Conselho Nacional do Ministério Público suspendeu os depoimentos de Lula e de sua mulher, Marisa Letícia, ao Ministério Público de São Paulo, previstos para hoje. Decisão foi tomada em função de requerimento do deputado Paulo Teixeira (PT-SP), que alegou, entre outros motivos, “flagrante perseguição política” (Folha).
  2. Na reunião do Fórum Nacional da Previdência Social, que ocorre hoje, o governo não apresentará proposta fechada de reforma. A ideia de Dilma para reduzir resistências é incluir as mudanças nas regras da Previdência como medida necessária para a retomada do crescimento econômico. Na avaliação do governo, as mudanças no regime permitirão melhora na confiança, que é essencial para o reequilíbrio da economia (Valor).
  3. Após pressão do PT, votação que muda as regras do pré-sal é adiada. Segundo presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), Dilma não teria objeções às mudanças. O projeto em questão é da autoria do senador paulista do PSDB, José Serra e o adiamento da votação ocorreu quando Renan estava reunido com Dilma (O Globo – p.20).

Eventos:

  • 14h – Nelson Barbosa comanda reunião do Fórum Nacional da Previdência.
  • 15h – Bancada do PMDB na Câmara elege líder.