Notícias que são destaques nos jornais desta terça-feira (16):

  1. Em Belo Horizonte, o vice-presidente Michel Temer disse que PMDB “precisa” ter a Presidência da República em 2018. A declaração foi feita em reunião do partido, reunindo lideranças mineiras para discutir diretrizes da convenção nacional no mês que vem. “Nós temos poder político. O que nós precisamos é ter a Presidência da República em 2018″, disse (G1), negando que seja candidato (Valor).
  2. Lula disse em reunião do conselho consultivo da presidência do PT, que o governo tem até junho para mostrar sinais de recuperação da economia. Segundo relatos, o ex-presidente afirmou que a partir do segundo semestre indicadores econômicos e sociais que avançaram durante sua gestão podem regredir aos índices do final do governo Fernando Henrique caso a economia não melhore, apagando o legado de seus oito anos no Planalto. “Aí não vai ter povo para defender” (Estadão – p.A5).
  3. A presidente Dilma decidiu acatar o pedido de governadores e prefeitos para repartir os recursos oriundos da CPMF com estados e municípios. Em reunião com a base aliada do Senado, ela informou que o governo poderá apresentar emenda ao projeto de recriação do tributo elevando a alíquota de 0,20% para 0,38%. A ideia é de que a diferença de 0,18% seja repartida meio a meio a estados e municípios (Folha).

Eventos:

  • O presidente do Senado, Renan Calheiros, se reúne com senadores para discutir uma agenda de votações que possa contar com o apoio do governo e da oposição.
  • O Conselho de Ética da Câmara se reúne para analisar processo contra o presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ).
  • A CPI do BNDES (Câmara) pode votar o relatório final do deputado José Rocha (PR-BA).