Em ofício ao TSE, Moro diz que houve propinas para campanhas eleitorais

O juiz Sérgio Moro comunicou ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que em sentença da 13ª Vara Federal ficou “comprovado o direcionamento de propinas acertadas no esquema criminoso da Petrobras para doações eleitorais registradas”. Em ofício, Moro destacou que os delatores Alberto Youssef, Paulo Roberto Costa, Pedro José Barusco Filho, Augusto Ribeiro de Mendonça Neto, Milton Pascowitch e Ricardo Ribeiro Pessoa “declararam que parte dos recursos acertados no esquema criminoso da Petrobras eram destinados a doações eleitorais registradas e não-registradas”. O juiz sugere que os delatores sejam ouvidos pelo TSE, uma vez que os “depoimentos abrangem diversos assuntos”. (O Globo)

Lula participa de reunião do Conselho Político do PT

Nesta segunda-feira (15), o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva se reúne com Conselho Político do PT, em São Paulo. O intuito da reunião é discutir a conjuntura atual do País e propor saídas para a crise econômica. Além disso, o conselho também deve discutir formas de apoiar o ex-presidente e fazer frente ao que os correligionários classificam de “escalada de ataques” contra ele. (Estadão)