Assuntos que merecem destaque:        

O dia vai girar em torno desta notícia: o Brasil vai encolher 3,5% em 2016 e não vai crescer em 2017, calcula o FMI. Para o fundo, a piora do quadro econômico ocorre por causa das incertezas políticas e amplia projeção de retração. Para 2017, o FMI prevê crescimento zero (Veja online). O Brasil deve registrar o maior salto na taxa de desemprego entre as grandes economias do mundo em 2016 e, durante o ano, 700 mil brasileiros devem perder seus trabalhos. Os dados foram publicados pela Organização Internacional do Trabalho (OIT).

Esta também teve forte impacto: sentido-se abandonado pelo ex-presidente Lula e pelo PT, o ex-líder do governo Dilma no Senado, Delcídio do Amaral (PT-MS), preso o Batalhão de Policiamento de Trânsito em Brasília, revela mágoas a quem o visita. Delcídio ainda não decidiu se adere à delação premiada. “Agora estou liberado”, disse a amigos (O Globo – p.4).

E esta, a informação que deixou o PT ainda mais preocupado com as eleições municipais: mais da metade da população da cidade de São Paulo considera a gestão do prefeito Fernando Haddad (PT) como ruim ou péssima, segundo pesquisa Ibope realizada em dezembro e divulgada ontem. Em um ano, a rejeição ao governo do prefeito e pré-candidato à reeleição aumentou de 40% para 56%. (Valor).

Agenda:

10h – Dilma se reúne com Michel Temer

– BC anuncia decisão sobre juros