Acompanhe os assuntos que merecem destaque nesta quinta-feira:

  1. Preocupados com a imagem da presidente e buscando agradar as centrais sindicais e os movimentos sociais, ministros petistas vão pressionar a equipe de Nelson Barbosa a evitar medidas impopulares. Entre elas estão a decisão de não corrigir a tabela do Imposto de Renda Pessoa Física e a de aumentar as prestações do programa habitacional Minha Casa, Minha Vida. Diante do déficit nas contas públicas, não há previsão de reajuste da tabela do IR no Orçamento de 2016. É a primeira vez que isso acontece sob a gestão de Dilma.
  2. Apoio dos estados à CPMF é incerto, diz o governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg (PSB). Se o Palácio do Planalto conta com o apoio dos governadores para aprovar o novo imposto, terá dificuldades. Eles estão unidos em uma pauta de reivindicações, mas sabem que ela só tem futuro se for politicamente neutra, diz Rollemberg.
  3. STF voltará a discutir ritos do impeachment. A decisão do STF que definiu o rito do impeachment tem sido alvo de críticas. Ex-ministros avaliam que o tribunal interferiu indevidamente no Congresso. Eduardo Cunha, presidente da Câmara, deve recorrer, e há a expectativa de que algum ministro possa mudar seu entendimento. Recursos levarão Corte a tratar dúvidas, como o voto aberto para comissão especial, que divide juristas.

Agenda:

  • 11h – Ministro interino André Nassar (Agricultura) concede entrevista coletiva sobre crédito agrícola.