1. Merece monitoramento online os novos lances da notícia de que Procurador-geral da República, Rodrigo Janot, protocolou no STF pedido de afastamento cautelar do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), do cargo de deputado federal e de presidente da Casa. Para Janot, Cunha “vem utilizando o cargo em interesse próprio e ilícito unicamente para evitar que as investigações contra ele continuem e cheguem ao esclarecimento de suas condutas”.
  2. A Notícia de maior impacto na área econômica e que deverá render desdobramentos ao longo do dia é a decisão da agência Fitch coloca o Brasil no “grau especulativo” e deve levar o país a perder US$ 8 bilhões. Muitos fundos só investem em países que têm selo de bom pagador. Economista Monica de Bolle, do Instituto Peterson de Economia Internacional, acredita que Brasil pode entrar em crise de balanço de pagamento e ter que recorrer ao FMI.
  3. Continuará intensa a repercussão do desentendimento na Cúpula do PMDB. Em resposta à declaração do senador Renan Calheiros (PMDB-AL) de que o PMDB “tem muita culpa com o que está acontecendo”, o vice-presidente Michel Temer divulgou alfinetando o colega de Alagoas. Temer afirmou que o partido “não tem dono nem coronéis”. No centro de um dos momentos mais conturbados da política nacional e herdeiro do cargo da presidente Dilma Rousseff, em caso de impeachment, o vice-presidente Michel Temer repudia a acusação de conspirador. “É uma insanidade dizer que sou golpista ou conspirador”, disse ele em entrevista a O Globo.