Mercado agora vê alta de taxa de juros em 2016

O Banco Central (BC) irá elevar novamente as taxas de juros no próximo ano, prevê o mercado. O último boletim Focus do BC, produzido toda semana, com base em economistas do mercado financeiro, mostrou que a estimativa para a taxa Selic, taxa básica de juros da economia, passou de 14,25% para 14,63% no fim de 2016. A taxa sobe há quatro semanas seguidas, mas só agora passou de 14,25%. (O Globo)

Temer não adotará medidas para “impulsionar ou não” o impeachment, diz Padilha

A decisão sobre quando o PMDB deixará o governo será tomada na convenção do partido, marcada para março, afirmou o ex-ministro Eliseu Padilha, que deixou o cargo após a deflagração do processo de impeachment da presidente Dilma Rouseff. No entanto, ele sinalizou que ela pode ser antecipada para esta semana, caso o governo interfira na disputa pela liderança do PMDB na Câmara e ajude Leonardo Picciani (PMDB-RJ) a retomar o posto. O ex-ministro nega que o grupo ligado a Michel Temer esteja trabalhando pelo impeachment, mas admite que o vice-presidente e seus aliados têm mantido conversas com lideranças políticas e setores do empresariado. Segundo Padilha, nestas conversas, Temer se coloca como um “legalista” e diz que não adotará medidas para “impulsionar ou não” o impeachment. (O Globo)

Planalto vê espaço para ‘debate com a sociedade’

A baixa presença de manifestantes nos atos pelo impeachment da presidente Dilma Rousseff deixaram o governo aliviado, embora a postura de cautela tenha predominado nas análises iniciais do último domingo. Agora, o Palácio do Planalto espera poder fazer o que tem sido chamado de “debate com a sociedade” para evitar o afastamento da petista. (Estadão)