O Tribunal de Contas da União julga, na quarta-feira (09), a partir das 14h30, recurso do governo no processo das “pedaladas fiscais”.

Após a análise do recurso e dependendo do resultado – se o Tribunal acatar ou não -, serão definidas as responsabilidades de cada uma das autoridades envolvidas nas “pedaladas”, o que deve ocorrer em 2016.

Entre os que podem ser responsabilizados por crime de responsabilidade fiscal estão o ex-ministro Guido Mantega e o ex-secretário do Tesouro Nacional Arno Augustin, o ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, os presidentes do BNDES, Luciano Coutinho, e do Banco Central, Alexandre Tombini, e o ex-presidente do Banco do Brasil Aldemir Bendine.