Termina nesta segunda-feira, 7, o prazo para que os líderes partidários indiquem os 65 titulares e 65 suplentes que vão compor a Comissão Especial do Impeachment. Ainda na segunda, os nomes terão que ser aprovados pela Câmara. A sessão extraordinária será às 18 horas.

A instalação da Comissão Especial está marcada para o dia seguinte, quando serão escolhidos o presidente e o relator. A presidente Dilma Rousseff foi notificada do processo na semana passada (03). Ela terá dez sessões para entregar sua defesa por escrito. Após receber as respostas da presidente, a comissão terá cinco sessões para apresentar parecer.

Antes do parecer do relator, a comissão deve fazer algumas audiências para ouvir depoimentos de juristas, ministros e autoridades de órgãos de fiscalização. Em 1992, quando o ex-presidente Fernando Collor enfrentou processo semelhante, essa fase consumiu 29 dias.