Humberto Costa, líder do PT no Senado, deverá votar pelo afastamento do senador Delcídio Amaral do PT. Junto ao seu pensamento, está o do Rui Falcão, presidente nacional da legenda. A decisão foi tomada pela bancada petista no Senado na noite desta segunda-feira.

De acordo com a Agência O Globo, a avaliação dos senadores que participaram da reunião é que, diante da gravidade dos fatos contra Delcídio, também será inevitável a instalação de um processo no Conselho de Ética pela cassação de seu mandato, ao qual o PT não vai se opor.

Sobre a “descoordenação” da bancada com Rui Falcão, que disse, no dia da prisão de Delcídio, que o partido “não se julgava obrigado a qualquer gesto de solidariedade” ao líder do governo no Senado, parlamentares afirmaram que o desentendimento não foi por uma questão de mérito, e sim de forma. Uma das questões discutidas no encontro, porém, foi a necessidade da retomada do diálogo com a direção nacional do partido.

Além disso, no encontro, discutiram nomes para substituir Delcídio na presidência da Comissão de Assuntos Econômicos (CAE). Como decisão, apesar de a vaga ser do PT,  ela será ocupada interinamente pelo vice-presidente da CAE, Raimundo Lira (PMDB-PB). Mais para frente, ela poderá ser ocupada pela senadora Gleisi Hoffmann (PR) ou por Lindbergh Farias (RJ).

A bancada também concordou que, enquanto não sai a decisão sobre o novo líder do governo no Senado, os quatro vice-líderes vão trabalhar, juntos, coordenados pelo líder do governo no Congresso, José Pimentel (PT-CE).