Principais destaques do dia, segundo a mídia:

  • Lula nega pressão por Meirelles na Fazenda. Ex-presidente afirmou, em entrevista na Globo News, que não trabalha pela queda de Joaquim Levy. Disse que nunca trabalhou para que Dilma substitua o ministro da Fazenda. “Eu, às vezes, vejo coisas escritas e fico pasmo. ‘Lula quer tirar o Levy’. Eu não quero tirar o Levy, nem quero colocá-lo”.
  • Há um ano, a economia brasileira anda para trás. Pelo quarto trimestre consecutivo, o índice de atividade do Banco Central (IBC-Br), considerado prévia do PIB, registrou queda de 1,41% de julho a setembro em relação aos três meses anteriores. Economistas do mercado financeiro preveem que os próximos meses também não serão fáceis e voltaram a revisar suas projeções econômicas para baixo.
  • Em jantar com aliados, o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), disse que os movimentos anti-Dilma perderam apoio popular e não há como aceitar pedido de impeachment contra ela neste ano. Cunha também fez críticas ao PSDB, partido que rompeu com ele.

Agenda resumida:

  • Conselho de Ética da Câmara realiza reunião para apreciação do relatório do deputado Fausto Pinato (PRB-SP) contra o presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ).
  • IBGE: IPCA-15 – Novembro.
  • Ministro Joaquim Levy (Fazenda) participa do CEO Forum, em Nova York.